Grávida da Murtosa recebe Mensagem Suspeita na Noite do Desaparecimento

Grávida da Murtosa recebe Mensagem Suspeita na Noite do Desaparecimento

O caso do desaparecimento de Mónica Silva, a grávida de sete meses da Murtosa, ocorrido na noite de 3 de outubro, ganha um novo elemento intrigante com a revelação de uma mensagem suspeita enviada através da sua conta de Instagram.

Na madrugada seguinte ao desaparecimento, por volta das 3 horas da manhã de 4 de outubro, uma mensagem perturbadora foi enviada da conta de Facebook de Mónica Silva. O conteúdo da mensagem, dirigido a um empresário, reflete um tom de desespero: “Não me faça mal, por favor, pare de me ameaçar.”.

A investigação agora concentra-se no destinatário da mensagem, identificado como um empresário a quem Mónica Silva supostamente devia dinheiro relacionado à compra de mobília, sendo que o pagamento estava a ser efetuado em prestações. A natureza da relação entre a grávida da Murtosa e este empresário torna-se crucial para compreender os eventos que precederam o seu misterioso desaparecimento.

As autoridades estão a trabalhar intensamente para identificar a pessoa por trás desta mensagem e esclarecer as circunstâncias que envolvem o apelo desesperado de Mónica Silva. Este novo desenvolvimento lança luz sobre possíveis motivações e eventos ligados ao desaparecimento, transformando o caso num verdadeiro enigma que as autoridades procuram resolver. Novas testemunhas também surgiram, acrescentando mais complexidade a este mistério que mantém a comunidade da Murtosa em suspense. O mistério persiste, e as autoridades continuam a seguir todas as pistas para encontrar Mónica Silva e esclarecer os eventos que envolvem o seu desaparecimento.